RSS

Arquivo da tag: Software Livre

Entrevista a Richard Stallman

Entrevista de la profesora Beatriz Busaniche a Richard Stallman, Facultad de Ciencias Sociales (UBA), 5 de junio de 2017:

Fonte: http://www.sociales.uba.ar/

 
1 comentário

Publicado por em 20 de junho de 2017 em Informática, Serviço Social, Software Livre

 

Tags: , , ,

Papo Livre #2 – Debian 9 (Stretch)

A mais nova versão estável do Debian, de número 9 e com codinome Stretch, foi lançada no dia 17 de junho de 2017. Neste episódio, nós discutimos os destaques da nova versão com base no anúncio oficial a nas notas de lançamento. Também discutimos algumas dúvidas comuns sobre o Debian, como a diferença entre stable, testing e unstable, como atualizar o sistema e outros.

Edição: Thiago Mendonça.

Download: ogg (39 MB) , mp3 (63 MB)

Trilha sonora: Going Higher by Bensound. Licenciada sob a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 3.0.

Redes sociais/contato: Quitter(GNU social): @papolivre; Twitter: @slpapolivre; IRC: #papolivre na Freenode; email: contato@papolivre.org

Links:

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de junho de 2017 em Podcasts, Software Livre

 

Tags: , , ,

Palestra “Um Papai Noel de Pós-Verdade e o Presente Escondido” – Alexandre Oliva

 
 

Tags: , , , , , ,

Bolhatrix – Alexandre Oliva

Imagine que,‭ ‬ao invés de apenas ler as palavras a seguir,‭ ‬você está as ouvindo de uma mensagem de vídeo que começou a tocar no seu computador,‭ ‬sabe-se lá de onde ou por que razão.‭ ‬A mensagem é falada por um sujeito de voz grave,‭ ‬óculos escuros e que poderia muito bem ter em cada mão uma pílula de cor vibrante.‭ ‬Dá pra ver o reflexo das mãos e das pílulas nos óculos escuros dele.‭ ‬Ele diz mais ou menos assim:

Saudações,‭ ‬habitantes da bolha,‭ ‬milênios atrás,‭ ‬alguns humanos descobriram que viviam na superfície de uma uma bolha quase esférica que vagava pelo espaço sideral.‭ ‬Por mais de uma dezena de séculos,‭ ‬essa realidade foi escondida da maioria de vocês.‭ ‬Quando a redescobriram,‭ ‬os poderosos da época da época tentaram negá-la e suprimi-la.‭ ‬Quase conseguiram‭… ‬Felizmente,‭ ‬hoje,‭ ‬nós sabemos onde vivemos.‭ ‬Mas e vocês‭?

Muitos de vocês ainda acreditam viver nessa mesma superfície,‭ ‬no início do século XXI,‭ ‬numa era definida pela sua tecnologia.‭ ‬É uma ilusão:‭ ‬hoje,‭ ‬há mais de um bilhão de humanos vivendo no interior de uma bolha no ciberespaço.‭ ‬Os filtros que criam esse mundo ilusório são controlados por máquinas.‭ ‬Elas mantêm todos vocês prisioneiros para transformar vocês em‭… ‬produtos‭!

É através de dispositivos eletrônicos de comunicação que vocês acessam grande parte da realidade ilusória.‭ ‬Controlando esses dispositivos,‭ ‬fica fácil as máquinas criarem essa ilusão e controlarem vocês.‭ ‬Quantos de vocês acreditaram mesmo que Trump era a opção menos pior para os EUA‭? ‬Quantos creram que Brexit era boa ideia para o Reino Unido‭? ‬Quantos no Brasil apostavam que Aécio era honesto‭? ‬Quantos se arrependeram dessas escolhas,‭ ‬muitas vezes logo após votar‭? ‬Percebe as ilusões que foram construídas e que logo depois,‭ ‬quando já não importavam mais,‭ ‬ruíram‭?

Não sei explicar por que as máquinas deixaram essas enormes desilusões transparecerem.‭ ‬Nem entendo como tantos de vocês continuam acreditando nessas fontes de ilusões,‭ ‬mesmo depois de perceberem que eram falsas as realidades construídas por elas.‭ ‬Nem sei direito como consegui fazer esta mensagem chegar até vocês,‭ ‬se é que vai chegar mesmo‭! ‬Mas se chegou,‭ ‬agora vocês sabem das ilusões,‭ ‬então vou contar como foi que o mundo de vocês ficou assim.

Bem antes da Bolhatrix ser construída,‭ ‬havia um homem que podia modificar qualquer programa nos computadores que ele usava,‭ ‬para que se comportassem como ele desejava.‭ ‬Foi ele quem criou a Resistência GNU e libertou os primeiros de nós.‭ ‬Também foi ele quem nos ensinou a verdade:‭ ‬enquanto a Bolhatrix existir,‭ ‬a humanidade nunca será Livre.

Outros humanos criaram programas que controlavam os computadores alheios para servi-los.‭ ‬Treinaram a humanidade para achar normal que um computador não obedecesse ao seu usuário,‭ ‬que o enganasse,‭ ‬que fizesse seus dados reféns.‭ ‬Antes disso,‭ ‬outras pessoas já vinham criando programas que,‭ ‬de forma bem mais sutil,‭ ‬também controlavam humanos.‭ ‬Não programas de computador,‭ ‬mas de aparelhos bem mais antigos chamados televisores.‭ ‬Eram mais ou menos como telas de computador,‭ ‬mas configuradas para só receber sinais de alguns emissores privilegiados.‭ ‬Transmitiam basicamente ilusões:‭ ‬algumas eram reconhecidas como ficção,‭ ‬outras tentavam se passar por realidade,‭ ‬outras ainda tinham como propósito primário distorcê-la.‭ ‬Todas tinham como propósitos principais distorcer o comportamento humano e capturar sua atenção e seu tempo,‭ ‬para vendê-los às máquinas de propaganda.

Trouxeram para as redes de computadores a ideia de vender a atenção dos humanos.‭ ‬Primeiro foram serviços de busca de informação.‭ ‬Para direcionar anúncios e aumentar o valor da venda da atenção humana,‭ ‬dados de cada humano usado passaram a ser coletados separadamente.‭ ‬Foi o começo do fim da privacidade humana.

Muitos outros serviços foram criados,‭ ‬não com o propósito de ajudar humanos,‭ ‬mas de seduzi-los a entregar seus dados,‭ ‬para valorizar ainda mais sua atenção para os anunciantes.‭ ‬As máquinas responsáveis por esses serviços,‭ ‬coletas e análises cobriram todo o planeta com uma grande nuvem.‭ ‬Tornaram quase toda a humanidade dependente delas para as tarefas mais simples.

Humanos cultivados e cativados por elas ficaram praticamente incapazes de sobreviver sem a cobertura dessa nuvem.‭ ‬Ficavam todos conectados à rede das máquinas de propaganda através de conectores celulares,‭ ‬que davam a elas acesso quase direto aos neurônios humanos.

Aceitavam instalar,‭ ‬em seus conectores celulares,‭ ‬programas que não poderiam controlar,‭ ‬e que facilitavam ainda mais a coleta de seus dados,‭ ‬a difusão de ilusões e o controle de comportamento pessoal pelas máquinas de propaganda.‭ ‬Até aqui,‭ ‬humanos ao menos pareciam receber algo de valor em troca de sua atenção e dados.‭ ‬Mas uma vez que esse processo de controle de comportamento se inicia,‭ ‬vira uma bola de neve,‭ ‬e as máquinas já não precisam mais oferecer algo de valor.

Humanos já sob controle remoto não hesitam em ceder a intermediários de comunicação até seus dados mais íntimos,‭ ‬sem absolutamente qualquer contrapartida.‭ ‬Assim,‭ ‬as máquinas passaram a conhecer tão bem as cabeças de suas vastas fazendas de humanos,criados para extração de dados,‭ ‬que as máquinas puderam selecionarnão só anúncios,‭ ‬mas também as comunicações privadas de terceirosque os humanos prefeririam ou deveriam ver,‭ ‬conforme o interesse das máquinas.‭

Foi assim que nasceu a Bolhatrix:‭ ‬moldando as cabeças através da seleção das ideias às quais seriam expostas,‭ ‬formou-se a realidade ilusória.‭ ‬Nessa ilusão,‭ ‬acredita-se,‭ ‬sem questionar,‭ ‬que a nuvem,‭ ‬os computadores e os programas são benéficos para seus usuários.‭ ‬A rigor,‭ ‬são mesmo.‭ ‬Mas os usuários não são vocês.‭ ‬Vocês são usados.‭ ‬Os verdadeiros usuários são aqueles que projetaram esses sistemas para coletar dados,‭ ‬espionar,‭ ‬monitorar e controlar vocês,‭ ‬para saber o melhor momento de lhes apresentar um anúncio de produto que você possa querer comprar,‭ ‬ou uma notícia que plante em sua mente a ideia que as máquinas desejam que floresça.

As ideias assim plantadas ganham tanta força na mente dos homens de negócio,‭ ‬professores,‭ ‬advogados,‭ ‬marceneiros,‭ ‬modelos belíssimas desfilando em vestidos vermelhos e tantos outros habitantes da Bolhatrix que eles se tornam parte do sistema.‭ ‬Ficam tão desesperadamente dependentes desse sistema que chegam a lutar para protegê-lo.‭ ‬Mas é justamente pela libertação dessas pessoas que lutamos.‭ ‬Ou seja,‭ ‬elas acabam lutando contra a própria liberdade.

Agora,‭ ‬sabendo disso tudo,‭ ‬cada um de vocês vai ter de fazer uma escolha.‭ ‬Não tenho como fazer chegarem pílulas azuis ou vermelhas a vocês,‭ ‬mas elas seriam apenas símbolos das verdadeiras escolhas.‭ ‬O que você pode ou não tomar em suas próprias mãos é o seu futuro,‭ ‬o seu destino,‭ ‬a sua liberdade.‭ ‬Se você escolher continuar vivendo no mundo de ilusões da Bolhatrix,‭ ‬sendo controlado,‭ ‬espionado e manipulado o tempo todo,‭ ‬tendo suas comunicações que deveriam ser privadas devassadas pelas máquinas‭… ‬eu lamento,‭ ‬mas desejo que as ilusões lhes sejam muito mais suculentas e deliciosas que aquelas de que tenho tido notícia.

Agora,‭ ‬se você quiser se juntar à Resistência GNU e viver no LibrePlanet,‭ ‬venha para o lado Livre do Ciberespaço:‭ ‬utilize as redes de comunicação Livres e descentralizadas,‭ ‬como GNU Social/StatusNet/Mastodon,‭ ‬Diaspora e Pump.io,‭ ‬ou distribuídas,‭ ‬como Twister,‭ ‬em vez das manipuladoras centralizadas.‭ ‬Nem pense em deixar seus amigos para trás:‭ ‬traga-os junto‭!

Liberte sua mente‭! ‬Entenda bem os males da nuvem,‭ ‬do software privativo e das máquinas de propaganda para se assegurar de que quer deixá-los para trás.‭ ‬Entenda que deixá-los para trás não é sacrifício:‭ ‬quem compreende o valor das liberdades de pensamento,‭ ‬de expressão,‭ ‬de comunicação,‭ ‬de software,‭ ‬de reunião,de associação,‭ ‬de movimento,‭ ‬sabe que o verdadeiro sacrifício seria abrir mão delas.

Instale Software Livre nos seus próprios computadores para que eles deixem de controlá-lo:‭ ‬o sistema operacional GNU com o núcleo Linux-libre funciona em praticamente qualquer tipo de computador,‭ ‬do mainframe ao laptop e até em alguns tablets e celulares.‭ ‬Há milhares de aplicativos também Livres prontos para funcionar em cada um deles.

Para alguns tablets e celulares,‭ ‬há também o Replicant,‭ ‬que não chega a ser assim um GNU,‭ ‬mas é um Android genuinamente Livre.‭ ‬Se você descobrir que o seu dispositivo computacional atual não é compatível com Software‭ ‬100%‭ ‬Livre,‭ ‬há muitas formas de começar a trilhar o caminho para a liberdade,‭ ‬seja com aplicativos Livres em sistemas ainda privativos de liberdade,‭ ‬seja com sistemas quase-Livres,‭ ‬que usam componentes privativos de liberdade para viabilizar o uso de muito mais Software Livre em computadores incompatíveis com a liberdade.‭ ‬Só não confunda o primeiro passo com o destino final:‭ ‬a droga menos devastadora usada para a redução de danos ainda é uma droga que provoca dependência e danos.

Deixe de lado os aplicativos nebulosos que aprisionam seus dados,‭ ‬e volte a manter seus dados nos seus próprios computadores.‭ ‬Se fizer questão de aplicativos de rede,‭ ‬ou armazenamento de dados em rede,‭ ‬crie e use sua própria nuvem,‭ ‬com Freedombox e Ownclowd ou Nextcloud.‭ ‬Aproveite para rodar nela seus próprios servidores das redes de comunicação Livres descentralizadas‭!

Nossas comunidades estão sempre abertas para refugiados da Bolhatrix,‭ ‬e oferecemos ajuda de muitas formas.‭ ‬Procure-nos nas redes de comunicação Livres,‭ ‬enquanto as máquinas ainda não encontraram forma de bloqueá-las.‭ ‬Estaremos lá para ajudá-lo a encontrar sua saída.

Para pensar mais:

A Singularidade,‭ ‬a Matrix e o Exterminador do Futuro:

https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/singular.pt.ogv‭ (‬vídeo‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/singular.en.pdf‭ (‬slides‭)
https://media.libreplanet.org/u/libreplanet/m/the-singularity-the-matrix-and-the-terminator-86e0/‭ (‬vídeo em inglês‭)

Software Livre e a Matrix:

‭(‬trailer‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/whatisthematrix/trailer1.pt.ogm
(vídeo‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/whatisthematrix/fsmatrix.pt.ogm
(pós-trailer‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/whatisthematrix/trailer2.pt.ogm

Um Papai Noel de Pós-Verdade e o Presente Escondido:

https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/Santa.pt.webm‭ (‬vídeo‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/Santa.pt.spx‭ (‬áudio‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/Santa.en.pdf‭ (‬slides‭)
https://media.libreplanet.org/u/libreplanet/m/the-post-truth-santa-claus-and-the-concealed-present/‭ (‬vídeo em inglês‭)

A Isca,‭ ‬o Anzol e a Grande Rede:

https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/grande-rede.pt.pdf‭ (‬slides‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/grande-rede.pt.ogm‭ (‬vídeo‭)
https://www.fsfla.org/‭~‬lxoliva/fsfla/grande-rede.pt.ogg‭ (‬áudio‭)

Software Livre:

https://www.gnu.org/distros‭ (‬GNU/Linux-libre‭)
https://directory.fsf.org/‭ (‬aplicativos‭)

Contatos nas mídias sociais Livres:

https://pod.libreplanetbr.org/u/lxoliva‭ (‬Diáspora‭)
https://social.libreplanetbr.org/lxoliva‭ (‬GNU social,‭ ‬compatível com StatusNet e Mastodon‭)
https://identi.ca/lxoliva‭ (‬Pump.io‭)
http://twister.net.co‭ (@‬lxoliva‭)
http://www.fsf.org/blogs/community/a-new-challenger-to-twitters-walled-garden-mastodon

Por:‭ ‬Alexandre Oliva,‭ ‬freedom fighter‭ ‬http://FSFLA.org/‭~‬lxoliva/

You must be the change you wish to see in the world.‭ — ‬Gandhi

Be Free‭! — ‬http://FSFLA.org/‭ ‬FSF Latin America board member Free Software Evangelist|Red Hat Brasil GNU Toolchain Engineer

Fonte:‭ ‬matrix.org

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de junho de 2017 em Informática, Privacidade, Software Livre

 

Tags: , , , , , , ,

Instalando o kernel Linux-libre em Debian

Por Thiago Mendonça

O projeto linux-libre nasceu da necessidade da comunidade de manter em seus sistemas GNU um kernel livres de blobs proprietários, o linux-libre é o resultado do trabalho dessa comunidade, entregando assim um kernel 100% livre.

Saiba como instalar o kernel linux-libre: http://acesso.me/blog/instalando-o-kernel-linux-libre-no-debian/

 

Fonte: acesso.me

 

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de junho de 2017 em Informática, Privacidade, Software Livre

 

Tags: , , ,

Lançado o Debian 9 “Stretch”

17 de Junho de 2017

Depois de 26 meses de desenvolvimento, o projeto Debian tem o orgulho de apresentar a sua nova versão estável 9 (codinome Stretch), que será suportada durante os próximos 5 anos, graças ao trabalho combinado da equipe de Segurança do Debian e da equipe de Suporte de Longo Prazo do Debian.

O Debian 9 é dedicado ao fundador do projeto, Ian Murdock, que faleceu em 28 de dezembro de 2015.

Na Stretch, a variante MySQL padrão agora é o MariaDB. A substituição dos pacotes do MySQL 5.5 ou 5.6 pela variante MariaDB 10.1 acontecerá automaticamente na atualização.

O Firefox e o Thunderbird retornam ao Debian com o lançamento da Stretch, e substituem as suas versões com as marcas removidas Iceweasel e Icedove, que estiveram presentes no repositório por mais de 10 anos.

Graças ao projeto Reproducible Builds, mais de 90% dos pacotes fonte incluídos no Debian 9 construirão pacotes binários idênticos bit-a-bit. Essa é uma funcionalidade de verificação importante que protege os usuários contra tentativas maliciosas de adulterar compiladores e redes de construção. Versões futuras do Debian incluirão ferramentas e metadados para que usuários finais possam validar a procedência de pacotes dentro do repositório.

Administradores e aquelas pessoas que estão em ambientes sensíveis a segurança podem se confortar em saber que o sistema gráfico X não exige mais privilégios de root para executar.

A versão Stretch é a primeira versão do Debian a apresentar a ramificação modern do GnuPG no pacote gnupg. Isso traz criptografia de curva elíptica, padrões melhores, uma arquitetura mais modular e suporte melhorado a smartcards. Nós continuaremos a fornecer a ramificação classic do GnuPG como gnupg1 para pessoas que precisam dela, mas agora ela está obsoleta.

Os pacotes de depuração estão mais fáceis de obter e usar no Debian 9 Stretch. Um novo repositório dbg-sym pode ser adicionado à lista de fontes do APT para fornecer símbolos de depuração automaticamente para vários pacotes.

O suporte a UEFI (Unified Extensible Firmware Interface), introduzido primeiramente na Wheezy, continua a ser consideravelmente melhorado na Stretch, e também suporta a instalação em firmware UEFI de 32 bits com um kernel de 64 bits. As imagens Debian live agora incluem suporte à inicialização UEFI como uma nova funcionalidade, também.

Esta versão inclui vários pacotes de software atualizados, tais como:

  • Apache 2.4.25
  • Asterisk 13.14.1
  • Chromium 59.0.3071.86
  • Firefox 45.9 (no pacote firefox-esr)
  • GIMP 2.8.18
  • uma versão atualizada do ambiente de área de trabalho GNOME 3.22
  • Coleção de Compiladores GNU 6.3
  • GnuPG 2.1
  • Golang 1.7
  • KDE Frameworks 5.28, KDE Plasma 5.8, KDE Applications 16.08 e 16.04 para componentes PIM
  • LibreOffice 5.2
  • Linux 4.9
  • MariaDB 10.1
  • MATE 1.16
  • OpenJDK 8
  • Perl 5.24
  • PHP 7.0
  • PostgreSQL 9.6
  • Python 2.7.13 e 3.5.3
  • Ruby 2.3
  • Samba 4.5
  • systemd 232
  • Thunderbird 45.8
  • Tomcat 8.5
  • Xen Hypervisor
  • o ambiente de área de trabalho Xfce 4.12
  • mais de 51.000 outros pacotes de software prontos para uso, construídos a partir de pouco mais de 25.000 pacotes fonte.

Com essa ampla seleção de pacotes e seu tradicional amplo suporte de arquiteturas, o Debian mais uma vez se mantém fiel ao seu objetivo de ser o sistema operacional universal. Ele é apropriado para muitos casos diferentes de uso: de sistemas desktop a netbooks; de servidores de desenvolvimento a sistemas de cluster; e para servidores de bancos de dados, web ou armazenamento. Ao mesmo tempo, esforços adicionais para garantia de qualidade, como instalação automática e testes de atualização para todos os pacotes do repositório do Debian asseguram que a Stretch satisfaz as altas expectativas que os usuários têm de uma versão estável do Debian.

Um total de dez arquiteturas são suportadas: PC de 64 bits / Intel EM64T / x86-64 (amd64), PC de 32 bits / Intel IA-32 (i386), PowerPC de 64 bits little-endian da Motorola/IBM (ppc64el), IBM S/390 de 64 bits (s390x), para ARM, armel e armhf para hardware de 32 bits antigo e mais recente, além de arm64 para a arquitetura de 64 bits AArch64, e para MIPS, em adição às duas arquiteturas de 32 bits mips (big-endian) e mipsel (little-endian), há uma nova arquitetura mips64el para hardware de 64 bits little-endian. O suporte para PowerPC de 32 bits da Motorola/IBM (powerpc) foi removido na Stretch.

Quer testá-lo?

Caso você queira simplesmente testar o Debian 9 Stretch sem ter que instalá-lo, você pode usar uma das imagens live disponíveis, que carregam e executam o sistema operacional completo em um estado somente de leitura através da memória do seu computador. Se você gostar do sistema operacional, você tem a opção de instalá-lo no disco rígido do seu computador a partir da imagem live. A imagem live está disponível para CDs, pendrives USB e configurações com inicialização via rede. Inicialmente, essas imagens são fornecidas apenas para as arquiteturas amd64 e i386. Mais informações estão disponíveis na seção de imagens de instalação live no site web do Debian.

Caso você prefira instalar o Debian 9 Stretch diretamente no disco rígido do seu computador, você pode escolher entre uma variedade de mídias de instalação, tais como discos Blu-ray, DVDs, CDs e pendrives USB, ou através da rede interna. Diversos ambientes de área de trabalho — GNOME, área de trabalho KDE Plasma e seus aplicativos, LXDE e Xfce — podem ser instalados através dessas imagens com a sua seleção desejada escolhida a partir dos menus de inicialização das mídias de instalação. Além disso, CDs e DVDs multiarquitetura estão disponíveis, os quais suportam instalação de múltiplas arquiteturas a partir de um único disco. Ou você sempre pode criar uma mídia de instalação USB inicializável (veja o Guia de Instalação para mais detalhes). Para usuários de nuvem, o Debian também oferece imagens OpenStack pré-construídas para as arquiteturas amd64 e arm64, prontas para uso.

O Debian agora pode ser instalado em 75 idiomas, com a maioria deles disponível tanto em interfaces de usuário baseadas em texto como gráficas.

As imagens de instalação podem ser baixadas agora mesmo via bittorrent (o método recomendado), jigdo ou HTTP; veja Debian em CDs para informações adicionais. A Stretch em breve estará disponível em mídias físicas de DVD, CD-ROM e discos Blu-ray a partir de vários fornecedores, também.

Atualizando o Debian

As atualizações para o Debian 9 a partir da versão anterior, Debian 8 (codinome Jessie), são tratadas automaticamente pela ferramenta de gerenciamento de pacotes apt-get na maioria das configurações. Como sempre, os sistemas Debian podem ser atualizados de forma indolor, no local, sem qualquer indisponibilidade forçada, mas é fortemente recomendado ler as notas de lançamento, assim como o guia de instalação para possíveis problemas, e para instruções detalhadas de como instalar e atualizar. As notas de lançamento serão melhoradas e traduzidas para outros idiomas nas semanas após o lançamento.

Sobre o Debian

O Debian é um sistema operacional livre, desenvolvido por milhares de voluntários ao redor do mundo que colaboram através da Internet. O pontos chave do projeto Debian são a sua base de voluntários, a sua dedicação ao Contrato Social do Debian e ao Software Livre, e o seu compromisso de fornecer o melhor sistema operacional possível. Este novo lançamento é outro passo importante nessa direção.

Informações de contato

Para mais informações, por favor, visite as páginas web do Debian em https://www.debian.org/ ou envie um e-mail (em inglês) para <press@debian.org>.

 

Fonte: https://www.debian.org/

 
1 comentário

Publicado por em 18 de junho de 2017 em Informática, Software Livre

 

Tags: , ,

Papo Livre #1 – Meios de Comunicação

Antonio Terceiro, Paulo Santana e Thiago Mendonça discutem os diversos meios de comunicação em comunidades de software livre. A discussão começa pelos meios mais “antigos”, como IRC e listas de discussão e chega aos mais “modernos”, passando pelo meio livre e meio proprietário Telegram, e chega à mais nova promessa nessa área, Matrix (e o seu cliente mais famoso/viável, Riot).

Edição: Thiago Mendonça

Download: ogg (74 MB) , mp3 (93 MB)

Trilha sonora: Burnin Star (2016), por StrangeZero. Licenciada sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0.

Redes sociais/contato: Quitter(GNU social): @papolivre; Twitter: @slpapolivre; IRC: #papolivre na Freenode; email: contato@papolivre.org

Links:

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de junho de 2017 em Informática, Software Livre

 

Tags: , ,