RSS

Arquivo da tag: Saúde Mental

Cartilha Atenção ao Sofrimento e ao Adoecimento Psíquico do Trabalhador e da Trabalhadora

Este material foi produzido pelo projeto Proposta para construção de rotinas de atendimento em saúde mental e trabalho em pacientes atendidos na rede do Sistema Único de Saúde, demandado pela Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador (CGSAT) do Ministério da Saúde e financiado pelo Fundo Nacional de Saúde, com a finalidade de proporcionar subsídios para a formação de profissionais da rede do Sistema Único de Saúde e de outras instituições.

Baixe aqui: http://www.portaldeacessibilidade.rs.gov.br/uploads/1419336247Cartilha.pdf

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de março de 2017 em Serviço Social

 

Tags: ,

LIPSAM: Determinantes Sociais em Saúde Mental (29/03/17)

– Atenção primária em saúde mental no SUS

– Influências socioeconômicas no neurodesenvolvimento

– Saúde mental: como e pra quem?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de março de 2017 em Serviço Social

 

Tags: ,

LIPSAM: Determinantes Sociais em Saúde Mental (28/03/17)

– Determinantes sociais do processo Saúde-Doença mental

– Saúde mental de minorias sociais

– O sujeito alienado e inserido em uma lógica de produção constante

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de março de 2017 em Palestras, Serviço Social

 

Tags: ,

Evento Gratuito: Determinantes Sociais em Saúde Mental

A LIPSAM promove evento DETERMINANTES SOCIAIS EM SAÚDE MENTAL para discutir os impactos da sociedade atual sobre a saúde mental dos seus indivíduos.

Indo ao encontro da iniciativa Social Determinants of Mental Health promovida pela OMS e pela Gulbenkian Mental Health Platform em 2014, pretende-se introduzir e fomentar a discussão sobre os muitos fatores que interagem entre si para moldar a saúde mental individual e coletivamente, assim como discutir ações que podem ser tomadas para promovê-la em ambos estes níveis.

Sabe-se que saúde mental e transtornos mentais são influenciados de forma marcante por circunstâncias sociais, econômicas e ambientais em que vivem as pessoas. Alguns grupos populacionais estão em maior risco de transtornos mentais por causa de maior exposição e vulnerabilidade a estas circunstâncias desfavoráveis. Estas desvantagens iniciam antes mesmo do nascimento e se acumulam ao longo da vida. Uma abordagem de curso de vida propõe ações para melhorar as condições em que as pessoas nascem, crescem, vivem, trabalham e envelhecem. Uma vez que fatores de risco e de proteção estão presentes em diferentes áreas da vida pessoal e pública, a abordagem deles deve ser abrangente. Saúde, educação, assistência social, urbanismo e trabalho devem considerar a saúde mental nos níveis individual, familiar, comunitário e populacional e contribuir para uma abordagem que integre saúde em todas as políticas. Há uma eminente necessidade de aumentar a prioridade dada à prevenção de transtornos mentais e à promoção de saúde mental por meio de mudanças de paradigmas nos determinantes sociais da saúde, uma vez que essa iniciativa demonstra grande potencial em causar uma melhora significativa nos índices coletivos de saúde mental.

Data: 28 e 29/03

Local: Anfiteatro do prédio III da UFCSPA, Rua Sarmento Leite, 245, Centro Histórico, Porto Alegre/RS.

Inscrições: https://goo.gl/forms/vY1kUIjoiVupBPX92


PROGRAMAÇÃO:

28/03
18h – Determinantes sociais do processo Saúde-Doença mental
19h – Saúde mental de minorias sociais
20h – intervalo
20h15- O sujeito alienado e inserido em uma lógica de produção constante

29/03
18h – Atenção primária em saúde mental no SUS
19h – Influências socioeconômicas no neurodesenvolvimento
20h – intervalo
20h15 – Saúde mental: como e pra quem?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2017 em Serviço Social

 

Tags: ,