RSS

Lava-jato e a Criptografia usada a favor da corrupção

22 abr

O esquema envolvia o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e seus doleiros:

  • Os doleiros se comunicavam pelo extinto MSN, mas toda a comunicação era criptografada com o uso do Pidgin e de um plugin de criptografia que usa o protocolo OTR (Off-the-Record Messaging);
  • Para troca de mensagens por e-mail, na verdade eles compartilhavam uma conta no Gmail e criavam mensagens de rascunho que nunca eram enviadas e, portanto, não poderiam ser interceptadas. As mensagens e documentos (planilhas, boletos, etc) eram mantidos na pasta de rascunhos da conta do GMail;
  • Os arquivos que baixavam eram armazenados em um pendrive com esteganografia. Os documentos, como planilhas de Excel que eram usadas para o controle de pagamentos e recebimentos, eram guardados em uma partição escondida em pendrives (com senha) e eram fisicamente destruídos após o uso.

Continue lendo aqui: https://tecnoblog.net/211475/lava-jato-operacao-eficiencia-criptografia/

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de abril de 2017 em Informática, Privacidade

 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: