RSS

Aproximação de Temer com Micro$oft deixa em alerta o Movimento Software Livre

06 nov

The-Free-Software-Foundation-Says-Microsoft-Is-a-Prison-407579-2

Santa Efigênia, Saara, Feira dos Importados. Não importa a metrópole, no Brasil sempre haverá uma multidão em volta de um sujeito sussurrando de soslaio nomes de programas de computador: “Windows! Photoshop! Office! Corel Draw!”. Quando muitos brasileiros pensam em software livre, provavelmente esta seja a primeira imagem que venha à cabeça. Há também aqueles que, dotados de retidão moral, pensem em substituir seu próprio Windows por alguma versão de Linux. Por fim, há aqueles – e desconfio que seja a maioria – que não fazem a menor ideia do que seja um software livre.

O histórico recente de segurança da informação da Microsoft é alvo de duras críticas. Em 2013, quando Edward Snowden e o Wikileaks revelaram ao mundo que éramos (somos?) todos espionados pelo governo dos Estados Unidos, a Microsoft foi acusada de ter colaborado ativamente com a NSA (National Security Agency), órgão responsável por executar o monitoramento.

Os documentos mostraram, dentre outras coisas, que a Microsoft ajudou a NSA a driblar a criptografia do Outlook.com para facilitar o trabalho de interceptação feito pela agência; que a Microsoft facilitou o acesso da NSA ao SkyDrive, seu serviço de armazenagem na nuvem; e que a NSA se vangloriou de ter triplicado a coleta de vídeos do Skype – apenas nove meses depois de o serviço ter sido comprado pela Microsoft. Após alguns meses, o governo da Alemanha alertou ainda os usuários do Windows 8 sobre potenciais riscos de privacidade causados pelo sistema operacional.

“Em 12 anos, não tivemos um caso sequer de vírus se espalhando nas estações de trabalho do Serpro, que roda com 7000 estações de trabalho GNU/Linux”, diz Deivi Kuhn, servidor concursado do órgão e ex-secretário-executivo do CISL (Comitê Técnico de Implementação do Software Livre) nos governos Lula e Dilma, onde fazia a ponte entre as demandas de programas por parte dos órgãos públicos e sua implementação.

A implantação do Software Livre na administração pública federal foi uma marca das gestões do Partido dos Trabalhadores no Palácio do Planalto. Desde que Luiz Inácio Lula da Silva assumiu pela primeira vez a Presidência da República, mais de 150 órgãos de Estado já haviam implementado ou estavam estudando implementar soluções de software livre no seu dia a dia. O objetivo era economizar recursos públicos com o pagamento de licenças de uso e permitir que o governo adaptasse o desenvolvimento dos programas, de código aberto, às suas necessidades – o que não é permitido com softwares proprietários, como os da Microsoft, tidos como “fechados”, inacessíveis para programadores que queiram aprimorá-los ou adaptá-los.

Continue lendo aqui: http://motherboard.vice.com/pt_br/read/aproximacao-de-temer-com-microsoft-deixa-movimento-de-software-livre-em-alerta

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de novembro de 2016 em Informática, Software Livre

 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: